Ponteiros

Sujeito a alteração com processamentos fora de hora. Verificar periodicamente recarregando a página.


Programação de Req.

Sujeito a alteração de acordo com horarios convencionados.

Notícias

17:34 | Infectologista é primeira pessoa a tomar vacina de Oxford no Brasil

Infectologista da Fiocruz Estevão Portela foi o 1º a receber a vacina de Oxford
Infectologista da Fiocruz Estevão Portela foi o 1º a receber a vacina de Oxford Reuters/Ricardo Moraes - 23.01.2021

O infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Estevão Portela, foi a primeira pessoa no Brasil a receber a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, a AstraZeneca. A imunização aconteceu na tarde deste sábado (23) na sede da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro, após a instituição liberar 2 milhões de doses de vacinas prontas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI/MS).

Estevão tem atuado na linha de frente no combate à covid-19 desde o início da pandemia. Em coletiva de imprensa realizada nesta tarde, antes da vacinação, Nísia Trindade, presidente da Fiocruz, exaltou o trabalho do profissional: "Médico infectologista e pesquisador na área de pesquisa clínica exemplar. À frente deste trabalho no centro hospitalar e investigador principal no Brasil, coordenador do nosso estudo para os tratamentos de solidariedade da OMS. Obrigada por seu trabalho".

Logo após a primeira dose ter sido aplicada, a pneumologista do Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Fiocruz, Margareth Dalcolmo também foi vacinada. "Tem tido um papel extraordinário na comunicação, mas quero reforçar seu lado de médica, na melhor tradução da medicina humanista. É dedicadíssima, vem apoiando e dando suporte a nós mesmos, gestores, diante das perdas que temos vivido na nossa instituição, diante da realidade dura e difícil", exaltou a presidente da Fiocruz.

A terceira médica vacinada, neste sábado, foi Sarah Ananda Gomes, que atua no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte, e é filha do cônsul da Índia na capital mineira. "É  uma forma de homenagear os laços entre Brasil e Índia na vacinação", finalizou Nísia.

A Fiocruz recebeu, no início da madrugada deste sábado (23), 2 milhões de doses de vacinas prontas, importadas do Instituto Serum, um dos centros produtores da vacina de Oxford-AstraZeneca na Índia. As vacinas chegaram na noite de sexta-feira (22), na base área do Galeão, e seguiram em caminhões refrigerados para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz).

Leia mais

16:38 | Gilmar tira da pauta do TJ decisão sobre foro de Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro
O senador Flávio Bolsonaro Pedro França/Agência Senado - 25.09.2019

Por determinação do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), o processo para julgamento do foro do senador Flávio Bolsonaro saiu da pauta do Órgão Especial do TJ-RJ da próxima segunda-feira (25).

O TJ decidiria qual instância tem competência para julgar o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso do esquema das rachadinhas (apropriação de parte dos salários dos servidores do gabinete parlamentar) que o filho do presidente Jair Bolsonaro é acusado de ter praticado enquanto era deputado estadual no Rio de Janeiro.

O colegiado é formado por 25 desembargadores - os 13 mais antigos do tribunal e 12 eleitos pelo Tribunal Pleno para mandatos de dois anos - e fará no dia 25 sua primeira sessão de 2021. A pauta havia sido definida pelo presidente do TJ-RJ, desembargador Claudio de Mello Tavares. 

Em 25 de junho de 2020, a 3ª Câmara Criminal do TJ-RJ acatou um habeas corpus apresentado pela defesa de Flávio e transferiu o processo, que tramitava na 27ª Vara Criminal do Rio, para o Órgão Especial.

Assim, a prerrogativa de denunciar o filho do presidente também passou do Gaecc (Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção) para o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem. O Gaecc investigava o caso desde março de 2019.

O STF entende que o foro privilegiado se mantém apenas enquanto o parlamentar cumpre o mandato que lhe concede esse direito. Mas os desembargadores do TJ-RJ entenderam que, ao passar de um cargo eletivo estadual para outro federal, Flávio manteve o direito ao foro especial.

A defesa de Flávio pediu ao Órgão Especial para fazer sustentação oral durante o julgamento. Também afirmou, em nota, que a 3ª Câmara Criminal possui o mesmo patamar hierárquico do Órgão Especial e já decidiu a questão, sem possibilidade de recurso.

Nota da defesa do senador Flávio Bolsonaro:

"Soubemos pela imprensa - embora os autos permaneçam sob “supersigilo” - que o Órgão Especial do TJ/RJ iria rediscutir a decisão sobre o foro especial, já tomada por outro órgão da mesma Corte (3ª Câmara Criminal). A defesa nunca foi intimada para, sequer, acompanhar os debates. O nosso pedido de uso da palavra durante o julgamento foi negado, o que é indicativo de que já não se contentam em preterir a defesa, agora não querem nem mais nos ouvir. Por isso, pedimos o socorro da Suprema Corte para que, com a concessão de uma liminar, pudéssemos restabelecer a ordem e a constitucionalidade das decisões judiciais e da própria dialética processual. E isso foi feito com a decisão desta data."

 

Leia mais

16:00 | Polícia prende suspeito de sequestrar e matar advogada no RJ

Uma força-tarefa da Polícia Civil prendeu em flagrante o suspeito de sequestrar e matar a advogada Patrícia Sá Fortes na Região Serrana do Rio. O criminoso foi capturado na comunidade do Arará, em Benfica, na zona norte da capital, na manhã deste sábado (23).

Veículo foi achado na comunidade do Arará
Veículo foi achado na comunidade do Arará Reprodução/ Core

Os agentes da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) entraram na comunidade ainda de madrugada e localizaram o veículo da vítima, além de outros pertences, perto do presídio de Benfica.

O suspeito de 49 anos foi encontrado na casa de uma namorada. Segundo a polícia, ele confessou o crime e indicou onde estava o corpo, que foi achado carbonizado na Serra Rio-Petrópolis, altura do km 88.

Patrícia estava desaparecida desde a madrugada de sexta-feira (22) após sair de uma festa na casa de uma amiga em Itaipava.

De acordo com as investigações, o homem, que já trabalhou como jardineiro para a vítima,  tentou fazer uma transferência bancária da conta da vítima.

Os agentes da 105ª DP (Petrópolis) e da 106ª DP (Itaipava) também participaram da ação. 

Leia mais

12:59 | RJ avalia usar lote de Astrazeneca e aguardar produção para dar 2ª dose

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) Rio de Janeiro avalia distribuir todas as doses da vacina Astrazeneca que serão recebidas neste sábado (23) de uma única vez, já que a segunda dose pode ser dada em até três meses, quando o secretário de Saúde, Carlos Alberto Chaves, estima que a vacina já esteja sendo produzida no Brasil.

Vacinas chegaram ao Rio na sexta (22)
Vacinas chegaram ao Rio na sexta (22) Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo - 22.01.2021

O mesmo não pode ser feito com a Coronavac, informa a SES, que precisa ter a segunda dose ministrada em até 21 dias. "Para saber se vão ser dadas todas as doses ou não, precisamos saber o volume que será destinado ao Estado", esclareceu uma assessora da SES.

Hoje, o secretário se encontra com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na Fiocruz, quando saberá quantas doses serão destinadas ao Estado. Segundo a secretaria, toda logística já está pronta para a distribuição da vacina.

"A SES já está com toda a logística aérea e terrestre preparada para que as vacinas sejam disponibilizadas aos 92 municípios a partir da manhã da próxima segunda-feira (25/01)", informou.

A Secretaria ressalta que a definição dos grupos prioritários para esta fase da vacinação será estabelecida pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O critério para distribuição das doses aos municípios é a base populacional, informou a SES

Leia mais

12:23 | Parque Nacional da Tijuca tem novas regras para visitação

O Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, passa a funcionar a partir deste sábado (23) com medidas mais restritivas de visitação no setor floresta, onde estão os pontos turísticos a Cascatinha Taunay, o Pico da Tijuca e a Cachoeira das Almas. A falta de respeito aos protocolos sanitários de prevenção do novo coronavírus (covid-19) levou a Unidade de Conservação Federal a adotar as mudanças, que devem permanecer pelo menos até o fim do verão.

Aglomerações foram registradas nas cachoeiras
Aglomerações foram registradas nas cachoeiras Parque Nacional da Tijuca/ Divulgação do ICMBio/ 23.01.2021

O aumento no número de casos da doença na cidade também pesou na decisão. Os dados do terceiro boletim epidemiológico da Prefeitura do Rio, divulgado na sexta (22), indicam que todo o município do Rio de Janeiro está com risco alto para a covid-19.

O ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) alertou que se continuar o desacato às equipes e às regras sanitárias, as restrições poderão ser ampliadas.

O setor floresta ficou fechado de março a julho de 2020. Quando foi reaberto, passou a funcionar das 8h às 17h, mas a partir de domingo (23), nos fins de semana e feriados, ficará aberto das 7h às 14h. A capacidade foi reduzida para 1.500 pessoas ao dia.

De acordo com o (ICMBio), autarquia do Ministério do Meio Ambiente a quem o parque está subordinado, assim que o setor atingir a lotação máxima de 1.500 pessoas não será mais permitida a entrada de novos visitantes, e sem filas de espera. Esse número de visitantes representa 68% da média de visitantes nos meses de dezembro e de janeiro, somente aos finais de semana. A contagem dos visitantes começou em 2018. Nesse período, a média foi de 2.200 pessoas por dia.

Acesso

O único acesso para entrada e saída do setor floresta será pelo portão do parque na Praça Afonso Viseu, no Alto da Boa Vista.

Os outros setores do Parque Nacional da Tijuca continuam com o horário de funcionamento das 8h às 17h.

Até agora só o Corcovado e o Parque Lage, localizados dentro do parque, tinham cota máxima de visitação. No entanto, com o comportamento inadequado dos visitantes visto nos últimos fins de semana, foi necessário limitar o número de pessoas para evitar aglomerações.

Segundo o ICMBio, os monitores e servidores do parque foram desacatados no fim da semana passada e no feriado de São Sebastião (20), ao lembrarem as regras estabelecidas no dia 9 de julho de 2020, quando a unidade foi reaberta parcialmente e com normas de visitação.

Entre as infrações estão o uso e o descarte irregular de máscaras, aglomerações em cachoeiras, grandes grupos com mais de 10 pessoas, falta de distanciamento social nos picos das trilhas, acessos a locais interditados.

O desrespeito às medidas sanitárias já tinham levado o Parque da Pedra Branca a restrições mais severas. A visitação é de segunda a sexta, das 8h às 17h, não sendo permitida a entrada nos fins de semana e feriados. A proibição parcial entrou em vigor no dia 24 de agosto de 2020, quando a falta de colaboração de parte do público gerou aglomerações no topo da trilha e foram registrados grupos com mais de 10 visitantes. O esquema no Pedra Branca também deve continuar, pelo menos, até o fim do verão.

“Importante destacar que a colaboração de cada pessoa é essencial para que as regiões e atrativos do parque ainda restritos voltem a ser liberados, contribuindo para a segurança de todos”, disse o ICMBio.

Na página do Parque Nacional da Tijuca na internet o visitante pode se informar sobre os locais que estão liberados, os que seguem fechados e as regras de visitação durante a pandemia. As informações estão também nas redes sociais do parque.

Leia mais

11:26 | Suspeito de integrar quadrilha de agiotas é preso em UPA no RJ

A Polícia Civil prendeu um homem apontado como um dos integrantes de uma das maiores quadrilhas de agiotas do Rio de Janeiro em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de São Gonçalo, na Região Metropolitana, na noite desta sexta-feira (22) .

Homem é alvo de investigação em sete delegacias
Homem é alvo de investigação em sete delegacias Reprodução / Polícia Civil

O homem conhecido como Tubarão estava foragido da Justiça há sete anos e era alvo de inquéritos em ao menos sete delegacias no Rio e na Baixada Fluminense. 

Os policiais da 76 ª DP (Niterói) conseguiram localizar o homem por meio de informações do setor de inteligência. Ele foi preso ao buscar atendimento médico na unidade de saúde.

Contra o suspeito foram cumpridos 16 mandados de prisão pelos crimes de extorsão e organização criminosa.

 

Leia mais

retirado do R7.com