Ponteiros

Sujeito a alteração com processamentos fora de hora. Verificar periodicamente recarregando a página.


Programação de Req.

Sujeito a alteração de acordo com horarios convencionados.

Notícias

02:00 | Estácio de Sá abre Grupo Especial carioca neste domingo (23)

A Portela encerra a primeira noite do Especial no Rio
A Portela encerra a primeira noite do Especial no Rio Fernando Frazão/Agência Brasil/28.02.2017

O Grupo Especial do Carnaval carioca tem início neste domingo (23), a partir das 21h30, com o desfile de sete escolas, dentre elas a maior campeã do Rio de Janeiro, Portela, e a detentora do título de 2019, Estação Primeira de Mangueira.

Quem abre a avenida é a Estácio de Sá, campeã do Grupo de Acesso em 2019. Inspirada em Carlos Drummond de Andrade, a carnavalesca Rosa Magalhães, que completa 50 anos de Sapucaí, aposta no enredo Pedra, que vai abordar temas relacionados à preservação da natureza e também da humanidade.

Segunda a se apresentar, a Unidos de Viradouro vem com o enredo Viradouro de Alma Lavada, contando e homenageando a história das ganhadeiras para, neste ano, tentar superar o vice de 2019 e levar o caneco para Niterói.

Já a Estação Primeira de Mangueira, atual campeã, chamará a atenção do público para uma reflexão da situação do Brasil e promete ser ainda melhor do que ano passado. Um dos destaques da escola, Evelyn Bastos continua à frente da bateria como rainha.

A Paraíso do Tuiuti homenageia Dom Sebastião, ex-Rei de Portugal, com o enredo O Santo e o rei: encantarias de Sebastião, enquanto a Acadêmicos do Grande Rio fala sobre a vida do líder religioso Joãozinho da Gomeia. Livia Andrade e Paolla Oliveira são, respectivamente, as rainhas de bateria e devem roubar a atenção nos desfiles.

Sexta escola da noite, a União da Ilha do Governador, dos carnavalescos Fran-Sérgio, Cahê Rodrigues e Laíla, aborda os problemas e dificuldades da vida, com o enredo Nas encruzilhadas da vida, entre becos, ruas e vielas, a sorte está lançada: Salve-se quem puder.

Por fim, fechando a primeira noite de desfiles, a 22 vezes campeã, Portela, traz à Sapucaí a história dos originais da terra do Rio de Janeiro antes da chegada dos portugueses. O enredo Guajupiá, terra sem males, explica o significado e relevância do local para os indígenas.

Vai ao sambódromo?

Para quem deseja ingressos para os desfiles, ainda há bilhetes para todos os dias de carnaval e podem ser adquiridos pelo site riocarnaval.com.

As formas de locomoção para o sambódromo são transporte público (ônibus e metrô), pelas linhas convencionais, que funcionam 24h em dias de desfile, ou táxis e transfer que, dependendo da companhia, podem levar o folião até a entrada correta da Sapucaí.

O folião pode levar comidas e bebidas ao sambódromo. Apenas mantenha o limite de duas garrafas transparentes de plástico de 500ml com qualquer bebida e dois itens de comida (biscoitos, frutas, sanduíches, etc) por pessoa. Armas, objetos cortantes, fogos de artifício, sinalizadores, guarda-chuva e pau de selfie estão proibidos.

Leia mais

16:28 | Mulher é presa por aplicar golpes em camarotes da Sapucaí

Uma mulher foi presa suspeita de aplicar golpes em camarotes de luxo na Sapucaí. Segundo a Polícia Civil, ela comprou ingressos com um cartão de crédito clonado e os revendia por R$ 1.500, metade do valor original, que era de R$ 3.000.

Família é baleada dentro de carro na Baixada Fluminense

Ela foi detida na noite de sexta-feira (22), em um restaurante na avenida Afrânio de Melo Franco, no Leblon, zona sul do Rio, quando tentava revender os ingressos para um empresário.

Com ela, a polícia conseguiu recuperar cinco ingressos do camarote, avaliados em R$ 15 mil. Segundo o delegado Antenor Lopes, da 14ª DP (Leblon), ela vai responder por estelionato.

Leia mais

16:21 | Família é baleada dentro de carro na Baixada Fluminense

Reprodução

Um homem e os dois filhos foram baleados na manhã deste sábado (22) em Imbariê, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A família estava de carro a caminho de Cabo Frio, na região dos lagos, quando parou para esperar um amigo dos adolescentes.

Corpo do ex-PM Adriano da Nóbrega é liberado pelo IML após perícia

A região onde pararam é uma divisa entre duas comunidades de facções rivais. Quando estavam parados, uma moto com suspeitos armados passaram atirando.

Edmar, de 59 anos, foi baleado no pé, Yasmin, de 17 anos, foi atingida de raspão na barriga e no calcanhar, e o filho mais novo, Yruan, de 15 anos, foi atingido na cabeça. O pai conseguiu dirigir até o Hospital Adão Pereira Nunes, onde ele e os filhos foram atendidos.

Em nota, a direção dos hospital afirmou que Yasmin tem quadro de saúde estável e que Edmar foi liberado após atendimento. Já Yuran está internado com quadro grave.

O caso foi encaminhado para a 62ª DP (Imbariê).

Leia mais

15:21 | Cordão do Bola Preta reúne milhares de foliões no centro do Rio

O Cordão do Bola preta realizou, na manhã deste sábado de Carnaval, seu 102º desfile. O bloco mais antigo da cidade e um dos mais tradicionais arrasta uma multidão pelo centro do Rio. Leia mais

Segundo a RioTur, cerca de 630 mil foliões aproveitaram o desfile do bloco

Alguns ousaram nas fantasias. Esse grupo subiu na perna de pau para aproveitar a folia

O meme "caneta azul, azul caneta" inspirou a dupla na hora de fazer a fantasia

Este grupo homenageou o Corpo de Bombeiros do Rio

A atriz e cantora Emanuelle Araújo e o sambista Neguinho da Beija-Flor, padrinho do bloco, também participaram do desfile

O Cordão do Bola Preta é considerado um dos maiores blocos do país

Leia mais

11:36 | Bola Preta abre Carnaval de rua do Rio comemorando 102 anos

Cordão do Bola Preta abre o Carnaval do Rio
Cordão do Bola Preta abre o Carnaval do Rio Tomaz Silva/Agência Brasil

O Cordão do Bola Preta, bloco carnavalesco mais antigo do Brasil já está na rua arrastando uma multidão nesta manhã nublada no Centro do Rio de Janeiro, tendo à frente a atriz Leandra Leal e o cantor Neguinho da Beija-Flor, padrinhos do único remanescente dos antigos cordões carnavalescos da década de 1920 da cidade.

Inspirador da famosa marchinha "Quem não chora, não mama", o Bola Preta comemora 102 anos e atrai também outros famosos, como as atrizes Paolla Oliveira e Emanuelle Araújo, todos seguindo o tradicional figurino preto e branco.

Conta a lenda que o nome do bloco foi inspirado em uma mulher muito bonita que passou pelos fundadores do Bola Preta - uma dissidência do Clube dos Democráticos - usando um vestido de bolas pretas.

Atualmente, mais de 2 milhões de pessoas participam do desfile do "Bola", que além do preto e branco arrasta milhares de fantasias criativas como um grupo que incorporou o "azul caneta" da música que viralizou nas redes sociais, e outro formado por amigos que também inspirados pela internet não gastaram muito para sair de "manda nudes", com apenas uma tarja reproduzindo pixels em frente à sunga.

O Bola Preta se intitula "o maior bloco do mundo" e concorre pelo título todo ano com o Galo da Madrugada, que também sai no sábado, no Recife (PE). Mas somente o bloco nordestino conseguiu ser incluído no Guinness World Records.

Escangalha

Na mesma hora do desfile do Bola Preta, o bloco Escangalha desfila no Jardim Botânico, na zona sul da cidade. O bloco completa 13 anos e só toca sambas-enredo. Este ano, o tema do bloco foi inspirado em uma série de livros organizados por Fábio Sabato e outros historiadores para contar a história do samba na cidade e dividiram as escolas de samba de acordo com a idade.

"As matriarcas são Portela, Mangueira, Império Serrano e Salgueiro; as "Titias" são Estácio de Sá, Vila Isabel e Unidos da Tijuca; "As três irmãs", que chegaram na década de 1970, Beija-Flor, Imperatriz Leopoldinense e Mocidade Independente de Padre Miguel; e as "Primas sapecas", que mesmo sem dinheiro conseguiram conquistar espaço, União da Ilha, São Clemente e Caprichoso de Pilares. Por último, a filha única Grande Rio, que não aparece nos livros de samba pesquisados.

O bloco vai cantar sambas de todas essas agremiações durante o desfile, prometem os organizadores nas páginas sociais do Escangalha.

Ainda nesta manhã, na orla de Copacabana milhares de pessoas vão acompanhar o "Empolga às 9", um bloco também bem conhecido na cidade e que é caracterizado por reunir fantasias muito criativas e tocar músicas de vários gêneros. Além do samba, o Empolga costuma tocar frevo, maracatu, funk, entre outros ritmos.

No Aterro, que vai do centro à zona sul da cidade, o bloco Amigos da Onça também já agita desde às 9h os foliões com fantasias inspiradas na pele do animal e que tocam de marchinhas desde Mamonas Assassinas passando pelo axé baiano. Uma das principais atrações são os integrantes em pernas de pau, que aproveitam o grande espaço do Aterro para fazer performances ao som da banda de sopros e percussão.

Leia mais

19:46 | Cerca de 260 mil passageiros são esperados no Aeroporto To Jobim durante o Carnaval

Cerca de 260 mil passageiros são esperados no Aeroporto To Jobim durante o Carnaval

Cerca de 260 mil passageiros vão desembarcar no Rio durante o Carnaval pelo Aeroporto Tom Jobim, na zona norte da capital. Deste número, 100 mil são estrangeiros, a maioria vinda de países, como Chile, Argentina e Estados Unidos.

Leia mais

retirado do R7.com